Autor revela que arqueologia e ciência indicam a existência de Deus

Reprodução

O jornalista, autor de best-sellers e apresentador de rádio, Eric Metaxas, afirmou que a ciência, a arqueologia e a história indicam para um Criador divino, agora mais do que nunca. Ele disse que o “ateísmo está morto”.

Inspirado na capa da Revista Time de 1966, Metaxas lançou o livro “O Ateísmo Está Morto?”, onde se destacou a pergunta: “Deus Está Morto?”.

Ele disse que sempre esbarrou em “evidências ultrajantes” sobre a existência de Deus e apontou para dois exemplos específicos.

O primeiro é a descoberta bíblica de Sodoma. Por volta de 1.650 a.C., uma cidade a leste do Jordão, Tall El-Hammam, foi destruída por um meteoro. Os cientistas agora acreditam que a cidade pode ser o local bíblico conhecido por Sodoma, a antiga cidade destruída por sua maldade.

A outra tem a ver com a ideia de onde veio a vida. Nós sempre falamos sobre evolução, mas nunca falamos sobre ‘quatro bilhões de anos atrás’. Os cientistas dizem que a vida surgiu no planeta Terra como ‘células individuais’, mas ninguém pode realmente explicar como isso aconteceu”, disse.

Chegamos a um lugar na ciência e na história” que nos leva às respostas. “Antes isso não era possível, mas agora podemos saber que a ciência é compatível com a fé cristã e que, de fato, foi a fé cristã que levou à ciência moderna”. “E é uma tremenda ironia quando você pensa nesta narrativa secular com a qual temos lidado desde Darwin”, afirma o autor que também observa que ciência, arqueologia e história simplesmente não apóiam o ateísmo. “Portanto, vivemos com esse tipo de mito, essa mentira de que a ciência e os cientistas estão em desacordo com a fé. Isso é totalmente falso”, finaliza.

Ele também conta que “O ateísmo está morto”. “Eu daria um passo adiante e citaria John Lennox, o grande matemático, que escreveu sobre esse assunto, e eu o cito muito no livro. Ele diz que, além de haver compatibilidade entre ciência e fé, o ateísmo é incompatível com a ciência”, cita.

Isso é um choque. É uma manchete. Você sabe, é o tipo de manchete ‘homem morde cachorro’. Metaxas diz que a questão para 2021 não é se “Deus está morto?”, e sim “O ateísmo está morto?”.

A ciência pelo menos aponta para um Deus Criador, uma inteligência tremenda. Os maiores ateus do século 20, Antony Flew, Jean-Paul Sarte, Albert Camus, todos estes que levaram o ateísmo mais a sério, acabaram percebendo que era mais racional acreditar em um Deus do que em nenhum Deus”, revelou o escritor que finaliza suas palavras dizendo que que seu livro não é apenas para cristãos, mas que o escreveu pensando em qualquer pessoa que esteja lutando com as maiores questões da vida.

Eric Metaxas é jornalista do New York Times e deixou de ser agnóstico para defender a fé cristã. Hoje, ele é palestrante, apresentador de rádio, pastor e reconhecido como escritor cristão.

Por José Souza

Baiano, José Souza é um Jornalista. Atuou como freelancer para diversos sites conhecidos. Hoje, é colaborador do Diário Gospel. (Registro Profissional-5171/BA). E-mail: jjsouza_19@hotmail.com

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os Direitos Reservados ©2022 Diário Gospel