Saiba como atrair jovens para igreja e seja um ganhador de almas

Imagem de menina com bíblia na mão evangelizando com belo sorriso
Imagem: Reprodução/Internet

Todos nós sabemos da importância que a igreja é em nossas vidas e desempenha um papel fundamental para sociedade, doutrinando e guiando as pessoas para um caminho próspero.

Aqui, você vai encontrar sugestões nas quais poderão abrir portas para tirar os jovens do mundo e levar para a igreja, como por exemplo, a forma certa de como tirar os jovens das festas com bebidas e outros vícios e levar para a igreja.

Veja abaixo, algumas dicas que preparamos para você e que poderão lhe ajudar muito neste importantíssimo trabalho que é falar do amor de Jesus e ganhar almas para o Senhor.

Fomos ungidos por Deus para ganhar almas

Diferente das pessoas de antigamente, hoje em dia, ainda mais com a internet, a maioria dos jovens possuem comportamentos e preocupações distintas das demais. Ou seja, no livro de Salmos 119:9, fala a respeito disso: “Como pode o jovem manter pura a sua postura? Vivendo de acordo com a tua palavra”, e é este um dos maiores dilemas que nossas igrejas vem encarando no dia-a-dia.

Um estudo feito pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), revela que 26,9% dos jovens entre 15 e 29 anos são bastante preocupados em como se vestir e também com a aparência, enquanto 17,7% deles têm insegurança pessoal, social e falta de perspectivas.

A resposta à palavra nos diz lá em 1° Pedro capítulo 5 versículo 7 “Confiai-lhe todas as vossas preocupações, porque ele tem cuidado de vós.” Muito disso está atrelado a fase da vida em que se encontram, entre a juventude, no início da vida adulta, pois deparam-se com uma liberdade tamanha e uma série de escolhas a fazer que vão decidir seu futuro. Este novo perfil jovem é duro de compreender de começo, porém, observando com atenção, fica mais fácil de identificar.

A era da informação como todos sabem, vem tomando conta do mundo e dessa maneira, tudo o que fazemos é com base na troca de informações, sejam elas por conversa, mensagem, pesquisa e leitura em suas infinitas mídias digitais.

Os bons costumes de oração, e ir até uma igreja foram colocados de lado pelo cristão moderno e os discursos do líder religioso nos eventos não conversam mais com os jovens modernos, pois não fala uma linguagem que eles entendem ou os atraem.

Como tirar os jovens do mundo da violência e drogas?

Todos devem ter percebido que são comuns no mundo de hoje em dia, os crimes, drogas, sexo e violência que deparamos no dia a dia envolvendo jovens; isto é, sejam por meio de informações na internet, tv, rádios e até mesmo presencialmente e tudo isso estão expostos às mídias seculares, como em grupos de conversas e em grande parte nas redes sociais, onde são bombardeados de informações o tempo todo.

Dessa maneira, aparecem as consequências graves para os jovens em processo de desenvolvimento intelectual e social. Ambientes onde contém comportamentos agressivos e violentos, produzem efeito negativo que lentamente moldam o comportamento humano em seu subconsciente, consequentemente desenvolvem uma repetição desses comportamentos violentos.

O resultado disso tudo são pessoas destruídas, que esquecem os valores e acabam se distanciando da igreja, palavra de Deus e do caminho da salvação. Entretanto, esses motivos devem ser considerados de importância para os líderes pensarem em como atrair os jovens para a igreja.

Além disso, vulnerabilidades no ambiente familiar como baixa escolaridade, financeira e a falta de oportunidades, direcionam os jovens ao tráfico. Dessa forma, eles acabam abandonando a escola, a família e Jesus.

Cegos, muitos jovens citam razões econômicas e que a motivação maior é a possibilidade de ajudar a família. Porém, esse caminho não dá acesso a novas oportunidades, e sim, só faz prejudicar ainda mais as suas vidas.

Enquanto que outra parcela de jovens ingressam nesse mundo para pertencer grupos, por amigos ou sofrerem de doenças como depressão.

Como atrair os jovens para a igreja?

“Afaste do coração a ansiedade e acabe com o sofrimento do seu corpo, pois a juventude e o vigor são passageiros” é um versículo de (Eclesiastes 11:10) que serve como forma de reflexão ao jovens e como libertar eles do mundo.

Então, nós adultos que já passamos por essa fase conturbada, devemos auxiliar os jovens, uma vez que possuímos mais experiência e conhecimento. A adolescência e o começo da juventude e trazem aos jovens muitos desafios e descobertas, desde físicas e sociais às psicológicas.

No entanto, nesse período é comum surgirem as dúvidas, inseguranças, angústias, ansiedade e na pior das hipóteses a depressão. A depressão, conhecida como a doença do século, tem atingido cada vez mais os jovens, que por um motivo ou outro, se sentem excluídos da sociedade e desamparados, diante das dificuldades do mundo.

Quando não percebida por conta do dia a dia agitado, acaba afetando a todos, inclusive aos jovens cristãos, que também podem se afastarem aos poucos da sua família e da sua igreja. Sem dúvida, uma das causas são as mídias e as redes sociais que, com seus conteúdos, distorcem os ensinamentos sagrados. E diferente disso, devemos saber como atrair com o uso das tecnologias, os jovens para a igreja.

Um líder cristão pode ser capaz de observar e prevenir essa situação e ajudar os necessitados. Contudo, a própria Bíblia incentiva a comunicação entre os pais e filhos: “Instrua a criança segundo os objetivos que você tem para ela, e mesmo com o passar dos anos não se desviará deles”. (Provérbios 22:6).

Porém, a palavra de Deus pode receber alguma resistência em ser aceita pelo jovem. Ou a igreja pode deixar de ser atraente para quem está passando por períodos atribulados da vida. Além disso, muitos podem enxergar esse momento como uma provação e virar as costas para o problema.

O líder precisa ficar atento e se fazer presente com visitas, orações e aconselhamentos. Mostrando na Bíblia o caminho a seguir, as consequências e intercedendo por eles. “Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus”. (Mateus 5:16).

Convidar para os cultos, atrair para congressos, encontros de jovens, missas, batismos, catequeses e retiros. Buscando cada vez mais elevar a moral e resgatar o interesse desse jovem fiel pela sagrada palavra do nosso Senhor e a igreja. Como está escrito em Timóteo: “Ninguém despreze a tua mocidade, mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza”. (1 Timóteo 4:12)

Na presença do espírito santo, entregues pelo amor e com persistência que afastaremos o inimigo e resgataremos o rebanho.

O que os jovens buscam nos dias de hoje e como atrair eles para a igreja?

Independente da classe social, região ou crenças, boa parte dos jovens crê que as dificuldades podem ser superadas. Diferente das gerações anteriores, essa é a mais ligada às tecnologias. Preocupam-se mais com temas sobre inclusão social, empregos, políticas, são mais abertos ao diálogo e ligados à família. Podemos atrair os jovens para uma discussão sobre esses assuntos dentro da igreja? Há várias possibilidades!

Entretanto, vivemos em um país marcado pelas diferenças sociais, culturais e financeiras. Em que o desemprego entre os jovens atingiu no segundo trimestre do ano 2018, o nível de 32%. E, conforme pesquisa Datafolha, 62% dos jovens entre 16 e 24 anos mudariam do Brasil para morar em outro país. Ou seja, não damos oportunidades e dessa maneira eles preferem sair de casa em busca de novidades.

Enquanto os jovens das classes A e B têm acesso à educação de qualidade e uma vida estável. Os das classes C, D e E, precisam se contentar com subempregos e ajudar com as contas de casa. Isso, quando não acabam, por alguma dificuldade, caindo nas garras do crime. “O que devemos fazer então?”, perguntavam as multidões. João respondia: “Quem tem duas túnicas dê uma a quem não tem nenhuma; e quem tem comida faça o mesmo” (Lucas 3:10-11).

As fraquezas dos jovens

Sem conhecimento de vida e inseguros, muitos jovens dessa forma, agem por impulso. Por não saberem lidar com os sentimentos e situações adversas da vida, e assim são vítimas fáceis para o inimigo. “Nós, que somos fortes, devemos suportar as fraquezas dos fracos, e não agradar a nós mesmos”. (Romanos 15:1)

Pensando nesse contexto amplo, será que os interesses entre os jovens seguem os mesmos? E como podemos atraí-los? Essas respostas são fáceis e já as temos. Independente da classe social, eles estão ligados praticamente 24h por dia, nas redes sociais. Essa é a atual via de acesso à cabeça deles, porém a dificuldade maior é em saber como atrair a atenção desses jovens para a nossa igreja.

Qual linguagem é adequada para atrair os jovens, ansiosos para provar novas experiências e no auge da rebeldia?
Como todos sabemos, a Bíblia permanece a mesma e Deus permanece o mesmo, eternamente. E para arrebatar os jovens, que possuem pensamentos que modificam-se ao passar das gerações, o dever da igreja é adaptar-se. Para assim conversar em pé de igualdade com essa nova geração que é voltada ao mundo tecnológico, com as ferramentas adequadas. Sem nunca esquecer o seu objetivo e lembrando que a palavra permanecerá sempre a mesma.

“O meu mandamento é este: Amem-se uns aos outros como eu os amei”. (João 15:12)

O perigo e as força das redes sociais

Ainda nas redes sociais. Onde não só o jovem, mas adultos e até empresas grandes sabem da tamanha importância e poder que elas têm. Só no Facebook, já são mais de 2 bilhões de usuários conectados. Maior que qualquer país e na frente da China e Índia com 1,3 e 1,2 bilhões de pessoas respectivamente. Por que não usar essa ferramenta para atrair a atenção desses jovens novamente para a igreja?

Hoje ¼ da população brasileira, cerca de 50 milhões (dados IBGE de 2018), tem entre 15 a 29 anos. São estes jovens que mudam comportamentos e estilos de vida, com suas novas atitude e opiniões que acabam moldando uma geração. Uma vez que influenciam aqueles que já tinham uma familiaridade ou predisposição a determinado assunto. Afinal, estes grupos se tornam mais fortes por serem segmentados e pelo apoio da comunidade.

Portanto é necessário saber se comunicar com os jovens que carecem de propósito na vida e atrair esta grande parcela da população para a igreja. E se os jovens não costumam mais irem até congressos e encontros jovens como antigamente, devemos seguir os conselhos de Jesus Cristo: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura”. (Marcos 16:15)

Como atrair a atenção dos jovens? Para atrair os jovens para a igreja, jovens distraídos na rua, é preciso primeiro entender que quando falamos sobre como atrair a atenção e os jovens para a igreja, devemos partir do básico para conhecê-los e compreendê-los. Para construirmos um perfil que poderemos abordar e agrupar diante de suas necessidades e interesses. Mas, de começo, devemos considerar uma coisa em comum entre todos os grupos, a influência tecnológica.

De que adianta, meus irmãos, alguém afirmar que tem fé, se não tem obras? Acaso a fé pode salvá-lo? Se um irmão ou irmã estiver precisando de roupas e do alimento de cada dia e um de vocês lhe disser: “Vá em paz, aqueça-se e alimente-se até satisfazer-se”, sem porém lhe dar nada, de que adianta isso? Assim também a fé, por si só, se não for acompanhada de obras, está morta”. (Tiago 2:14-17)

O líder, como bom cristão, deve estar sempre disposto e atento às atribulações que devem acontecer em sua congregação e aproveitar desse conhecimento, além de possuir a iluminação da palavra. Assim estará um passo a frente para guiá-los e encorajá-los nessa fase de incertezas. “Pois o Senhor é quem dá sabedoria; de sua boca procedem o conhecimento e o discernimento”. (Provérbios 2:6)

Atualmente os jovens são bastante influenciados pela internet. Por consequência, carregam um fardo de ansiedade superior ao das gerações anteriores. Pela imposição de conquistar o mundo antes dos 30, algo determinado por eles mesmos, e por isso, são mal compreendidos. Além das cobranças e certa dose de preconceito da sociedade, que ao compará-los com as gerações anteriores sobem as frustrações. Contudo, houve um excesso de proteção entre os pais e filhos, uma divisão e companheirismo, e até protecionismo, em relação ao enfrentar a realidade e seus desafios. Agora esses jovens buscam o seu lugar no mundo, cheio de críticas e reivindicações, mas sem saber como tornarem-se protagonistas nas suas próprias vidas.

As influências que tem no mundo

Os jovens são influenciados a ir em busca sempre o melhor status, o melhor emprego, estabilidade, uma residência confortável, um automóvel novo, viagens, mas estão perdidos, sem liderança, e sem saber por onde começar ficam atormentados. Como se esperassem alguma permissão ou aprovação para serem reconhecidos e continuarem os seus próprios caminhos. Nesse momento são suscetíveis às más influências, assim como aos abusos e ao inimigo.

Para evitar esse sofrimento e as coisas mundanas, e encaminhar esses jovens cristãos ao caminho de nosso senhor Jesus, o líder religioso têm como ferramenta, a internet. Com o propósito de alcançar, dar vozes aos necessitados, conversar e como atrair os jovens para a igreja. Apesar das adversidades e contratempos, é mais fácil nos dias de hoje atrair a atenção e falar com os fiéis.

A oração, a canção gospel, a palavra de Deus, a reza, o terço, são fortes como instrumentos para serem compartilhadas e ensinadas para qualquer pessoa em qualquer lugar. E conhecendo o perfil e as necessidades dos jovens, se atinge com mais facilidade o objetivo de ajudá-los em suas dificuldades e fraquezas, além de recebê-los de braços abertos para o ministério. Como está escrito em Gálatas 6:10: “Portanto, enquanto temos oportunidade, façamos o bem a todos, especialmente aos da família da fé”.

Aprendendo a linguagem dos jovens

Para atrair os jovens para a igreja jovens reunidos em festa durante o dia, destacamos a boa linguagem dos jovens, assim como eles, é diferente para cada geração. Com a atual, não seria diferente. Se você é pai, mãe ou tem algum adolescente próximo, com certeza já ouviu bordões como “crush” e “miga”, mas essa não é a única linguagem assimilada por eles.

Pesquisas revelam que essa geração que se desenvolveu entre computadores e videogames, acredita que suas ações podem mudar o mundo. São multitarefas e buscam a autorização, mas não gostam muito de formalidades e preferem uma conversa direta, quando se trata de adquirir algum produto ou serviço.

Respeitam e defendem as diversidades, então se preocupam com causas sociais bem mais que as gerações passadas. Gostam de levar a vida com bom humor, bem como, com descontração, e se entediam facilmente. Então, a inovação é algo que os surpreende e chave para atrair a atenção desses jovens para a igreja.

Conforme a pesquisa Social Média, Social Life: Teens Reveal Their Experiences (“Mídia Social, Vida Social: Adolescentes Revelam suas Experiências”, em tradução livre), realizada entre março e abril de 2018, com 1.141 adolescentes de 13 a 17 anos nos EUA.

O percentual de jovens que preferem se comunicar por meio das redes sociais aumentou de 7% em 2012, para 16%. Um terço dos jovens conta que as redes sociais são “extremamente” ou “muito importantes” em suas vidas, enquanto que 19% afirmam não fazer uso de redes sociais.

Assim também, com base na mesma pesquisa, eles são conscientes, e 72% acreditam serem manipulados pelas empresas de tecnologia para continuarem usando seus dispositivos, 57% sabem que o uso os distrai de suas obrigações, e 54% sabem que se distraem enquanto deveriam estar prestando atenção em alguém que esteja com ele.

A união entre a palavra e a tecnologia

Afinal, como atrair os jovens para a igreja seguindo essa perspectiva da nova geração? E como o líder religioso pode conscientizá-los, de acordo com que eles possam entender a palavra diretamente?

É com essa linguagem clara e direta, usando ferramentas tecnológicas e conhecendo o perfil dessa juventude, que podemos nos aproximar e atrair os jovens para a igreja. Não criticando ou julgando as suas ações, isso são evoluções pelas quais o mundo e os povos passam. Mas fazendo uso desses meios e conhecimentos, podemos atrair os jovens fiéis, aconselhá-los e fortalecê-los em Cristo. “Vigiem e orem para que não caiam em tentação. O espírito está pronto, mas a carne é fraca”. (Mateus 26:41)

A palavra de Deus, a paciência e as tecnologias, são essenciais hoje em dia para atrair e resgatar os jovens à igreja. Resta aos líderes a tarefa de manusear as ferramentas e aproximarem-se da juventude, e então desenvolver essa linguagem mesclada com a tecnologia. As ferramentas são diversas, mas o objetivo e a palavra de Deus são únicos. Nesse sentido, o líder terá a resposta de como atrair os jovens para a igreja.

Referências: jmvstream

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os Direitos Reservados ©2021 Diário Gospel