‘Bíblias nas escolas’: Oração de professora por corredores de escola pública leva ao ministério global

Reprodução/Instagram

Aquilo que teve início apenas com uma caminhada de oração em uma escola pública agora é o ministério global – “Bíblias nas Escolas” e uma mulher da Virgínia está agora percebendo o quão importante foi o seu esforço para conectar os filhos à Palavra de Deus.

Em um vídeo publicado no youtube, a professora Hannah Sailsbury inicia a conversa fazendo seus cumprimentos. “Olá, meu nome é Hannah Sailsbury e sou professora primária na Virgínia em uma escola pública”, disse.

Em entrevista à CBN News pela primeira vez em 2019, ela, que era professora de escola pública na época, revelou que Deus ticou em seu coração para doar Bíblias para bibliotecas escolares.

Orações pela escola

Através deste sinal, Sailsbury então começou a fazer orações pela escola, colegas de trabalho e alunos. “Comecei a orar pela nossa escola e, ao passar por todas as janelas da escola, orava pelos meus colegas de trabalho pelo nome, e eu oraria pelos alunos que entraram no prédio”, contou.

Ela também acrescentou que em um certo dia, orou pedindo o nome de Jesus para ser mencionado naqueles espaços da escola. “E houve um dia em particular em que orei para que o nome de Jesus fosse mencionado nas salas de aula e corredores de nossa escola”. E eu mal sabia que aquela oração foi respondida de maneiras maiores do que eu poderia ter imaginado!”, relembra.

Essa iniciativa fez que com que as Bíblias nas escolas ganhassem força e hoje, existe a organização sem fins lucrativos fundada por Sailsbury. “E Deus realmente abriu meus olhos para perceber que se temos esta velha Bíblia em nossa escola, como é que não temos uma Bíblia mais envolvente que seja divertida, com imagens?”.

O foco agora é avançar para um impacto global do ministério. Sailsbury afirma que sua organização distribuiu Bíblias para mais de 1.500 bibliotecas escolares em 43 estados. Além disso, Bíblias nas escolas também chegaram a seis países fora dos Estados Unidos.

Ela também destacou as falas de um pastor que soube da Bíblias nas escolas e contribuiu. “Há um pastor na África do Sul e ele ouviu falar sobre Bíblias nas escolas na entrevista do Clube 700. E ele disse: ‘Eu queria começar onde moro’. “E ele começou a doar para uma biblioteca pública, uma pré-escola e outra escola”, explicou Sailsbury.

Ainda ao CBN News, a professora também completou: “E ele está recebendo pedidos como nós! Faz apenas dois anos, mas os bibliotecários estão nos respondendo, dizendo que querem mais cópias porque são checados muito”.

O chamado de Deus

A mulher da Virgínia, Hannah Sailsbury , explica que a necessidade tem sido tão grande que ela se demitiu do ensino para atuar em tempo integral com “Bíblias nas escolas”. “Eu nunca imaginei estar em tempo integral com isso. Eu estava fazendo isso porque vi Deus se movendo; eu O vi trabalhando”. E eu sabia que tinha que ser obediente ao que Ele havia chamado em minha vida, e isso é o que Ele queria que eu fizesse. E eu pude ver a necessidade!”.

Outra mulher de nome Abijah do Quênia também aprendeu sobre o ministério através do Clube 700 da CBN. As crianças em um programa pós-escola necessitavam das Bíblias. “Na verdade, quase todos eles não tinham uma Bíblia, e eu costumava clamar a Deus e me perguntar: ‘Como posso levar Bíblias para essas crianças?’”. Como uma dona de casa há cinco anos, eu realmente não tenho uma fonte de renda ainda e não sei o que fazer. Mas eu preciso de Bíblias para essas crianças, então isso se tornou um grito em meu coração”, disse Abijah.

“Ela estendeu a mão para nós e, claro, meu pensamento foi: ‘Bem, como vamos levar Bíblias para o Quênia?'”. Mas conseguimos fazer parceria com a Sociedade Bíblica, e o irmão dela dirigiu três horas para comprar as Bíblias. E doamos 50 Bíblias envolventes para os alunos que ela ensina em um programa pós-escola”. Surpreendentemente, ela respondeu”, conta Abijah. “Isso me dá muita esperança e agora o processo começou, e o resto é história”. Obrigado pelas Bíblias”, exclamaram as crianças em um vídeo, repetindo Abias. “Deus te abençoe”, ela continuou, seguida pelas crianças dizendo a mesma coisa. Leitores gratos. Crianças no exterior não são as únicas que se beneficiam com as “Bíblias nas escolas”, conta.

Anna Layton expressou o amor de Deus às pressas. “Minha história favorita na Bíblia é quando Jesus morreu na cruz por nós, e isso me permite saber como Deus nos ama tanto”. Para a irmã, Libby, “é mais fácil entendermos com as Bíblias de ação porque na maioria das vezes não conseguimos entender as palavras, então as imagens podem nos ajudar”.

Ela também elogiou sobre a forma que é colocado as Bíblias nas bibliotecas. “Gosto de como ela colocou Bíblias na biblioteca porque é assim que as pessoas sabem que Deus está conosco o tempo todo e como as crianças podem ler mais sobre Deus, e então que Ele nos ama tanto”.

Hannah Sailsbury finalizou deixando uma valiosa reflexão sobre a Bíblia e o que o Senhor é capaz de fazer para operar as pessoas diante desse poderoso livro sagrado. “A Bíblia é uma Palavra viva e ativa, então apenas coloque a Bíblia nas mãos das pessoas, e Deus fará Sua obra e operará por meio de Sua Palavra”, concluiu.

Do Diário Gospel com informações da CBN News

Por José Souza

Baiano, José Souza é um Jornalista. Atuou como freelancer para diversos sites conhecidos. Hoje, é colaborador do Diário Gospel. (Registro Profissional-5171/BA). E-mail: jjsouza_19@hotmail.com

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os Direitos Reservados ©2022 Diário Gospel