Bolsonaro comenta sobre demora da sabatina de André Mendonça e questiona se há preconceito contra ele por ser pastor

Reprodução

O Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (Sem Partido), comentou sobre a demora da sabatina do pastor André Mendonça, que foi indicado por ele ao Supremo Tribunal Federal (STF) e disse ser “um grande problema” no assunto.

Segundo Bolsonaro, há indícios de preconceito contra a religião de Mendonça, visto que, ele é o “terrivelmente evangélico” que o presidente indicou em 13 de julho deste ano. A declaração ocorreu durante uma entrevista para o Jornal da Noite.

É muito importante uma vaga para o Supremo Tribunal Federal. Queria que as pessoas que estão contra o André falassem que estão contra por algum motivo. Não têm, estão contra pela independência dele. Talvez pela sua religiosidade, talvez porque o voto dele não seja o que ele gostaria que fosse”, comentou o Presidente.

Os empecilhos para que o nome do pastor presbiteriano seja avaliado foram criados pelo Senador Davi Alcolumbre (DEM-AP) que não aceita marcar a data da sabatina sem justificativas plausíveis. Dias atrás, o parlamentar foi acusado de participar de fraude no seu gabinete.

Bolsonaro afirmou que alcolumbre só está atrasando a pauta da sabatina porque ele quer outra pessoa no cargo e disparou ainda ser o problema em torno da indicação: “O grande problema disso tudo sou eu, não é o André. Sou eu. Se eu for reeleito, vou botar mais dois com o perfil parecido com o André. Não quer dizer que seja evangélico. O compromisso com evangélico eu estou pagando agora e me sinto muito bem”, explica.

Do Diário Gospel com informações do Gospel Prime

Por José Souza

Baiano, José Souza é um Jornalista. Atuou como freelancer para diversos sites conhecidos. Hoje, é colaborador do Diário Gospel. (Registro Profissional-5171/BA). E-mail: jjsouza_19@hotmail.com

Confira também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Todos os Direitos Reservados ©2021 Diário Gospel